terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Passamento do Eminente Grão Mestre Estadual Irmão Gessírio Domingos Mendes



Em face do passamento ao Oriente Eterno do nosso Eminente Irmão Gessirio Domingos Mendes, faço uma singela homenagem a esse valoroso irmão que lutou bravamente contra as adversidades decorrentes de sua enfermidade, e hoje segue ao encontro de nossos outros Irmãos Maçons que com certeza, fazem grandes sessões na Loja Maçônica Celestial sempre em homenagem e com a presença do Grande e Supremo Arquiteto Do Universo. Irmão Gessirio, um Grande T.’.F.’.A.’.

João Kondos, em 28/12/2010 

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Mensagem de BOAS FESTAS do Soberano Ir.'. NEI INOCENCIO‏ (Recebido por e-mail)

 
m_Selo Rito Brasileiro.jpg
 
Supremo Conclave do Brasil
Rito Brasileiro de Maçons Antigos, Livres e Aceitos
 
Homo Hominis Frater
 
 
QQuerid.'. e RResp.'. IIr.'.,
Estamos chegando ao fim deste Ano Velho em que estivemos juntos.
Que possamos neste Ano Novo, estarmos mais unidos, mais fortes e mais fraternos.
Elevo as mais ardentes preces ao Supremo Arquiteto do Universo, nosso DEUS de Amor e Bondade e peço-Lhe que continue a iluminar a todos e nos guardar em perfeita harmonia.
Que o Ano Vindouro seja para todos nós repleto de Saúde, Paz e Progresso em todos os sentidos de nossas vidas.
Feliz Natal!!! Boas  Festas!!!

Com as nossas mais efusivas
Saudações Fraternais

 
NEI INOCENCIO DOS SANTOS
 
Soberano Grande Primaz

 

sábado, 11 de dezembro de 2010

Texto enviado pelo Ir.'. Herbert de Freitas


Não seja Maçom...

Moacyr Duarte



Se queres descanso, não seja maçom, pois o trabalho do maçom deve ser contínuo.
Se queres ser beneficiado, não seja maçom, pois o maçom deve primeiro promover benefícios a e em prol de outros.
Se queres paz, não seja maçom, pois o maçom deve estar em guerra constante contra os vícios.
Se sois egoísta, não seja maçom, pois, para o maçom, compartilhar deve ser um hábito.
Se apenas pensas em ti, não seja maçom, pois pensar apenas em si mesmo é inviável e o maçom deve pensar e agir para todos.
Se desejas enriquecer, não seja maçom, pois o patrimônio de um maçom não é avaliado pelos seus bens, mas sim pelas suas atitudes.
Se sois arrogante, nunca seja um maçom, pois a humildade deve ser uma virtude constante, demonstrada em todos os momentos.
Se sois demasiadamente religioso, não seja maçom, pois o maçom deve ser tolerante em suas diferenças religiosas.
Se não crês em Deus, esqueça, não há como ser maçom, pois os maçons nada fazem sem antes O invocarem.
Se gostas das luxúrias que o mundo proporciona, não seja maçom, pois os maçons devem ignorá-las, vez que são temporárias.
Se simplesmente fazes parte de algo, não seja maçom, pois o maçom não pode só fazer parte, deve trabalhar para fazer a diferença.
Se queres ser maçom, não tente ser o pior nem o melhor, seja apenas você mesmo.
Se és arrogante, não seja maçom, pois o desprezo está em sintoma de maldade e a maldade é a principal inimiga do maçom.
Se és omisso, não seja maçom, pois a iniciativa deve ser notável em um maçom.
Se és preconceituoso, não seja maçom, pois a igualdade deve ser um pilar marcante na vida do maçom.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

A GRANDE VIAGEM DO ESPIRÍTO: A VIDA!

Um belissimo texto enviado pelo nosso Irmão Lupercio por email:


Reflexões ...

Vale a Pena Viver... e Aprender!

A vida não espera.
Por onde você for, o tempo não pára.
O que ficou, ficou...
O que se foi, passou...
É a vida em movimento. Somos viajantes eternos em suas trilhas.
Parece que somos passageiros na eternidade, mas a verdade é que somos eternos dentro do temporário. Ou seja, somos o eterno no movimento da vida que segue.
Na natureza, tudo passa! 

O traço característico da existência é a impermanência.
As coisas mudam...
Pessoas e situações vão e vêm em nossas vidas, entram e saem na esfera de ação do nosso viver.
A vida é assim!
Há um tempo para tudo: o amanhecer, o meio-dia e o anoitecer. Da mesma forma, há um tempo para semear e colher; nascer, viver, partir, renascer e seguir...
Tudo passa! 

O que marca é a experiência adquirida.
As culpas e as mágoas também passam!
No rio da vida, as águas do tempo curam tudo, pois diluem no eterno as coisas passageiras.
As coisas estranhas que aconteceram, os dramas e as palavras que feriram também passam... Se você permitir. Sim, se você se permitir notar que o tempo leva tudo, e que a vida segue...

Aquele ressentimento antigo ou aquelas emoções apagadas que, vez por outra, bloqueiam a sua alegria fazem parte do que é temporário, mas você é eterno.
Essas emoções passam por você, mas que tal superá-las?
Que tal passar por elas, sem se deter, apenas ficando a experiência e seguindo a vida?
Sim, tudo passa mesmo! As estações se sucedem no tempo certo: primavera, verão, outono e inverno. 

Isso é natural! Como é natural o espírito imperecível entrar e sair dos corpos perecíveis. Como é natural seguir em frente, pois o tempo não pára e a vida segue...
E, do centro da Consciência Cósmica, o Grande Arquiteto do Universo, o Supremo Comandante de todas as vidas e de todos os tempos nos abençoa sempre.
As experiências vão, mas o aprendizado fica.

A evolução é inevitável!
Todos estão destinados à Consciência Cósmica, mesmo que não entendam isso agora. Porém, se o desentendimento é passageiro, a felicidade advinda do processo de evoluir continuamente será imperecível.
Tudo a seu tempo!

Enquanto evoluem e aprendem a arte de viver, sejam felizes...
E não se detenham até alcançar a meta!
O que vale é o Amor !

Que a luz do discernimento e dos sentimentos mais elevados possa iluminar nossos corações!
Que cada dia leve consigo a maravilha do momento, que sempre passa...
Existir é um privilégio. E viver é maravilhoso!

Paz e Luz!
                                                                                                                                
                                                                                                                               (Planeta Sonho)

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

História da fundação da Loja


Texto enviado pelo nosso querido Irmão Neimar 

HISTÓRICO DA LOJA PAZ, VIRTUDE E FRATERNIDADE

A história da fundação da Augusta e Respeitável Loja Simbólica, Paz, Virtude e Fraternidade, nº 3.099, teve seu ponto de partida, como acontece na maioria das vezes, de modo singelo e por iniciativa de alguns poucos Irmãos. Como Maçons que eram e imbuídos pelo desinteressado desejo de “levantar novos templos à virtude”, reuniram-se em um dia junho de 1997, para traçar as primeiras providências que culminaram com a fundação da Loja, em 29.09.1997. A Ata do conclave, editada naquele dia, foi registrada no Livro nº 01, folhas 01 e 02 e assentada no Livro nº A-35, do Cartório de Registros de Títulos e Documentos do 4º Ofício da Comarca de Campo Grande, com o nº 26.477.
Da indigitada reunião inicial, participaram os Irmãos Mestres Maçons, Affonso Miguel Arichelli (já falecido), Ivaldo Cassemiro Martins, Lupércio Abbud, Márcio Prestes Martins, Sérgio Henrique Cance, Álvaro Peixoto da Silva, Emanoel Pereira de Souza, Hedviges de Arruda Souza, Maurílio Ferreira Quevedo, Olímpio Stiehler Júnior, José Lázaro Vieira, Edson Machado de Souza, todos ativos e regulares do Grande Oriente do Brasil.
Constituída a primeira Diretoria Provisória, foi escolhido por votação o nome da Loja, como Augusta e Respeitável Loja Simbólica Paz, Virtude e Fraternidade e o Rito a ser adotado, o Rito Brasileiro.
A autorização para o funcionamento provisório da Loja veio em seguida, através do Ato nº 294/95-99, assinado pelo Grão Mestre Estadual, o Eminente Irmão Fadel Tajher Iunes, em 30.09.1997, E. V., publicado no B. 0. Ecos do Oriente nº 05, do mês de setembro de 1997.
Em 17.11.1997, por meio do Ato nº 0810, o Grão Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil, Eminente Irmão Joferlino Miranda Pontes, defere o requerimento com pedido de Regularização de Loja Provisória. Como conseqüência, a Grande Secretaria Geral da Guarda dos Selos encaminha à Loja, a Certidão de Fundação acompanhada da necessária Carta Constitutiva, para que possa trabalhar nos Graus Simbólicos do Rito Brasileiro.
De posse dos documentos necessários, a Loja Paz, Virtude e Fraternidade, nº 3.099 promoveu a eleição da sua Diretoria Permanente em 01.12.1997, instalando e empossando seu primeiro Venerável Mestre, Irmão Ivaldo Cassemiro Martins, em 05.12.1997, cuja diretoria ficou assim composta:
            1º Vigilante – Hedviges de Arruda Souza;
            2º Vigilante – Lupércio Abbud;
            Orador – Márcio Prestes Martins;
            Secretário – Affonso Miguel Arichelli;
            Tesoureiro – Sérgio Henrique Cance;
            Chanceler – Olímpio Stiehler Júnior;
            Deputado Estadual – Emanoel Pereira de Souza.
Os caminhos percorridos desde então até os dias de hoje, pela Augusta e Respeitável Loja Simbólica Paz, Virtude e Fraternidade, construíram a sua história, conhecida por todos aqueles que a amam e fazem dela o seu ponto de encontro semanal para, juntos, trabalharem em prol do crescimento da Maçonaria Universal.